Co – guardiã e caminhante de utopia

.
Gosto de pensar em mim como uma livre-pensadora, uma polinizadora de mundos, uma netweaver de redes vivas, uma guardiã de utopias.

Li um artigo que me inspirou a escrever e pensar sobre utopias e sonhos, e percebi que basicamente me sinto uma guardiã, e caminhante, de utopias.

Se utopia é o que move nossos passos e nossos sonhos em direção a um horizonte, sem sair da realidade, eu quero ser uma uma facilitadora, uma guardiã e uma caminhante disso, junto com quem sonha.

E sou cada vez mais minha própria guardiã em minha caminhada.
Isso é essencial para mim e creio que faz MUITA diferença quando se lida com comunidades, grupos e com Cultura Regenerativa.
.

.

Share